Tchizé dos Santos e o plano rumo a Presidência da República

 



Paul Grice, um teórico da comunicação elaborou algumas teorias conhecidas por máximas de Grice, que podem ser resumidos em discursos não artísticos, isto é, não construídos com preocupação dominantemente estética. Resume o seu modelo na informação que segundo o autor precisa ser: relevante, verdadeira, não ambígua, concisa, ter lógica e clareza para ser compreendida.

Dentre as várias máximas, na de qualidade induz que, o utilizador da informação tente fazer sua contribuição verdadeira:
a) Não diga o que acredita ser falso.

b) Não diga algo de que você não tem adequada evidência.
A comunicóloga veio outra vez a ribalta, espécie de um novo impulso ao seu projecto de poder e escolheu um alvo que é descrito como o maior fenómeno de popularidade na actualidade na vida política Angolana, ACJr.

Sabe ela como boa agenda setting que, a figura escolhida rende na hora de alimentar polémicas chamar a si toda atenção da sociedade e aumentar seguidores no espaço digital.

Ignorou propositadamente que, em Assessoria de comunicação os políticos são incentivados a irem em eventos de toda índole para tirarem dividendos políticos e, não seria diferente com JES seu pai.



Fisioterapia ao domicílio com a doctora Odeth Muenho, liga agora e faça o seu agendamento, 923593879 ou 923328762


Pensei neste teorema de Paul Grice, ao ver Tchizé a romper mais uma aliança política, atropelando tudo que encontrou pelo caminho com fundamentos pouco sustentáveis e claros.
Entrar numa enfermaria para um opositor visitar JES em vida na altura aumentaria, naturalmente, o capital político fosse quem fosse o actor e mesmo que não fosse essa a pretensão inicial, contudo, seria este o resultado final.
O político não precisa dizè-lo, mas, precisa ter essa consciência.

Todo o Assessor que se preze, sabe que, essa é a primeira cartilha que se dá ao Assessorado. Marcar presença em actos sociais, culturais, desportivos e políticos; preferencialmente: shows, jogos, funerais e/ou óbitos, visitar doentes- revisitar João Lourenço quando foi a clinica girassol em duas circunstâncias diferentes visitar Abel Chivukukuvu e Jorge Valentim.
A filha de JES destapou o véu, sobre sua agenda pessoal, tem um projecto de poder: ambiciona a cidade alta e, desta vez quer lá estar não como filha do Presidente, mas, na qualidade de inquilina. Querer é poder e ela acredita! Está convencida que, fará melhor se governar o país e está a lutar para isso.

Apoiar ACJr foi o seu plano a curto prazo, agora, a médio e longo prazos vai apostar em si mesma, mas, tem um grande handicap que é enfrentar a justiça, logo, o mistério reside como na prática vai operacionalizar este seu forte desejo: entrar nos próximos cinco anos no país, antes de JLO deixar o poder e corporizar o sonho.

Ela ambiciona o cargo que, o pai ocupou e não há retorno a volta disso na sua estratégia. Se não vê mais ninguém, então, a tal de quem se espera na óptica dela é ela mesma, Tchizé dos Santos.

Aqui, não o que ela é capaz, mas, o que pensa que pode ser e oferecer. O discurso claro quando"fui a pessoa que mais contribuiu na campanha de ACJ, tenho muitos contactos e facilitei-lhe para chegar ao senado espanhol". Numa outra ocasião num live admitiu ser a única política de carreira na linhagem de JES.
Mais palavras para quê?
Quem viver verá.
E, quando terminar com o dossier ACJ, a nossa Julius Malema vai lançar os seus tentáculos de preferência uma briga num bem articulado processo para fazer imagem com um outro guru da politica, da cultura e/ou sociedade civil mantendo e sustentando sua fama num tipico processo de gestão de capital social e político.

Manuel Godinho



Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários