“Quem te mandou”? - Graça Campos



Governadora de Luanda, por certo que a Ana Paula Chantre de Carvalho já constou, em algum momento, que a região do Kikolo não é uma “praia” onde o MPLA é recebido com flores.

Mas, movida por um misto de curiosidade e teimosia, a “nguvulu” foi ao terreno tirar as dúvidas. 

Depois das respostas que ouviu às perguntas sobre se a população local conhece o Presidente da República e a governadora de Luanda, Ana Paula de Carvalho por certo que não regressará tão cedo àquele bairro. Pelo menos não antes das eleições.

A governadora de Luanda deixou o mercado do Kikolo desolada e embaraçada, mas o MPLA extraiu da infeliz incursão eleitoreira de Ana Paula de Carvalho a lição de que há, ainda, muito trabalho pela frente.  




Fisioterapia ao domicílio com a doctora Odeth Muenho, liga agora e faça o seu agendamento, 923593879 ou 923328762


A ruidosa rejeição que Ana Paula de Carvalho ouviu no Kikolo sugere que os desajeitados toques de dança de Bento Bento podem não ser suficientes para reverter a situação.

No Kikolo, a governadora de Luanda perguntou o que não devia e ouviu o que não queria.  

Moral da história: Ana Paula de Carvalho quis mostrar serviço, mas saiu do Kikolo com uma grave mancha no curriculum. Até o Presidente da República, que não era chamado para o caso, acabou por apanhar estilhaços de uma “granada” despropositadamente desengatilhada pela governadora de Luanda.

Sendo caso para chamar à colação a velha pergunta: “quem te mandou”?

Na verdade, o povo do Kikolo estava quietinho no seu cantinho, suportando estoicamente as agruras do dia-a-dia.




Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários