Estas são algumas das razões que me levam a concluir que o MPLA já ganhou e com uma maioria gigantesca- Damásio o Ninguém



De acordo com o calendário eleitoral aprovado recentemente, os Partidos Políticos só terão o financiamento no máximo até 22 de Julho, um mês antes do dia da votação.

Também será até esse dia que os cadernos eleitorais estarão prontos, poucos dias depois do sorteio.


Neste momento a UNITA não tem como se desdobrar em todo o país para mostrar a sua força de vontade de ser Governo nos próximos cinco anos. É um calendário que, de perto e de longe, beneficia o MPLA, por contar com vários parceiros como patrocinadores. Conta com todos os empresários de Angola, parte de Portugal e Estados Unidos de América. Também conta com parte de salários de Ministros, Deputados, Governadores, Administradores, Chefes de diversos sectores, Médicos/Enfermeiros e Professores (est'últimos seus militantes).





Fisioterapia ao domicílio com a doctora Odeth Muenho, liga agora e faça o seu agendamento, 923593879 ou 923328762


A UNITA terá apenas um mês para dar o seu cabedal (22 de Julho a 22 de Agosto). É humanamente impossível chegar a todos os lugares de Angola nesse intervalo temporal, dos mais vistosos aos mais recônditos. O dinheiro é fundamental.

Além de seus parceiros, seleccionada-intencional-e-propositadamente podres de rico, o Partido no PODER ainda conta com outros bens públicos como autocarros e carros ligeiros para facilitar na sua mobilidade.

E o factor dos factores para as aldeias: este ano o plantio foi um sucesso. A fome praticamente já não existe. Choveu bem. E o povo sofre de memória curta. 

Não têm REDES SOCIAIS. Ouvem "Rádio do M", vêem "TV do M" e não aparece ninguém da UNITA para botar o contraditório. 


Estas são algumas das razões que me levam a concluir que o MPLA já ganhou e com uma maioria gigantesca. Nem devia mais haver eleições. Os candidatos (que só querem dinheiro da Campanha) deviam bater às portas do Ministério das Finanças para que recebam já e se esqueçam de tudo.




Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários