Instalado um corrupto na Delegação da IGAE



O colectivo de funcionários  afectos a Delegação Provincial de Cabinda, serve do presente para denunciar as graves irregularidades e atrocidades de gestão, José Pereira Manuel (JPM) Delegado Provincial da IGAE Cabinda, chegou à esta Delegação por trafico de influencia. 


O senhor José P. Manuel, trouxe comportamento devidir para melhor reinar, pois enquanto Inspector Provincial, envolveu-se em negocio, para dar oportunidade da Empresa Limpeza  MAROSS.

Sempre demonstrou arrogância, prepotência e até ódio para com funcionarios, porém, o senhor JPM, iniciou um processo de perseguição à todos que outrora ousaram lhe aconselhar tecnicamente. Como resultado disso, muitos funcionários querem abandonar Cabinda.



Fisioterapia ao domicílio com a doctora Odeth Muenho, liga agora e faça o seu agendamento, 923593879 ou 923328762


O Senhor José Pereira Manuel para impor o medo e respeito, introduziu o antigo método da SNA que assenta na "bufaria" ou seja, criou grupos de informantes à troco de cargos mesmo sem competência por parte destes. Zé Manel como é chamado em sua casa, reune com tecnicos para sacar informações de como o A ou o B lida com colega e se fala mal dele e por vezes é ele quem insinua aquilo que o técnico deve confirmar. Com base nisso, o mesmo tem feito várias mobilidades dos técnicos sem o respeito dos procedimentos da Administração Pública, baseadas em perseguições e abuso de poder.


Em contrapartida, o mesmo fala sem noção do tempo, monopoliza em demazia as reuniões e em muitos casos as reuniões só têm horas para iniciar e sem horas para acabar. José Pereira Manuel é bastante vingativo e sem estratégia de gestão coerente. Porém, mandou reunir todos Inspectores so para dizer que era muito amigo de Inspector Chocolate e a Joana Capita. Reunião essa que durou mais de duas horas. Fecha-se no Gabinete com a sua amiga Joana Capita, mais de 3 horas nas senguda, quarta-feira e sexta-feira na jornada laboral. 


É tão ambicioso e desonesto que chegou ponto de humiliar Inspectores que sempre lhe ajudaram moralmente  e finaceiramente. Outra atrocidade contra os Inspectores, prende-se com as avaliações de desempenho.  José P. Manuel pretende formar uma Delegação da IGAE com corruptos. Seu amigo Chocolate foi Secretária da  Administração de Cabinda, é  um arguido num processo que envolve o Director do Gabinete do Governador.  

O senhor José P. Manuel proteje os seus delfins funcionarios com cargos de chefia com empresas e não pagam impostos e chegam mesmo a ameaçar os Inspectores de fiscalização mas nada lhes acontece  ao arrepio da Lei e  dos procedimentos internos. 

Diz-se que gindungo no olho do outro é refresco. Nós estamos a sentir na pele a ditadura da pedra imposta pelo Delegado da IGAE em Cabinda. O quê  mais precisamos fazer para sermos ouvidos? A IGAE em Cabinda está a morrer, em suma, esse Órgao está a promover os corrupto em Cabinda.

Por fim, o colectivo de Inspectores desta Delegação, não vê outra solução que não seja a substituição do Dolegado, pois, analisados os prós e contras, o referido gestor denota um comportamento bipolar, colérico, esquizofrénico e insensibilidade, incapaz de perceber e compreender os liderados. Em suma, o Delegado José P. Manuel é um ditador só comparado ao Hitler por mais que demonstre.

Antes tarde do que nunca, pedimos mais uma vez a vossa atenção no intuito de substituir o Delegado sob pena de muitas coisas menos boas puderem ocorrer. Pelo colectivo de funcionarios.


"Tchowa em Chama"

 Beatriz Luemba Capita




Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários