Mais de metade dos angolanos entra na linha da pobreza até ao fim do ano



Taxa de pobreza em Angola vai fixar-se nos 49,4% este ano, totalizando 16.341 milhões de pobres. Ausência de investimento no social e corrupção são dos factores que contribuem para o agudizar da desigualdade, de acordo com o Centro de Estudos e Investigação Científica da Universidade Católica (Ceic).




Fisioterapia ao domicílio com a doctora Odeth Muenho, liga agora e faça o seu agendamento, 923593879 ou 923328762


A pobreza tende a aumentar para níveis alarmantes este ano, influenciada pela ausência de um estado social, embora o país tenha recursos financeiros suficientes para tornar os cidadãos mais iguais entre si e proporcionar oportunidades de criar rendimento. 

A análise consta do Relatório Social do Centro de Estudos e Investigação Científica (Ceic) da Universidade Católica referente a 2019 – 2020 que estima um aumento do número de pobres para os 16,341 milhões, cerca 49,4% da população total. 


Valor Econômico 




Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários