Laborinho o ministro humilde- Marcos Kupessala



Vídeos mostrando o ministro do Interior de Eugénio Laborinho dançando com as autoridades tradicionais viralizam nas redes sociais, o vídeo vazado nesta semana, está a viralizar as redes sociais, tido como acto ímpar.


Não conhecia o Ministro Laborinho, mas já ouvi falar dele muitas vezes. Vejo ele, ouço-o nas tv e rádios e já li muitas peças dele nos jornais, quer convencionais como os da modernidade.



Fisioterapia ao domicílio com a doctora Odeth Muenho, liga agora e faça o seu agendamento, 923593879 ou 923328762


Por via disto formei uma ideia sobre o carácter dele. Mas, esta ideia ficou mais clara com a vinda dele aqui na minha terra(Bié), porque o vi de perto e estou seguindo em tudo que está fazer aqui.


Vi e conclui que, às vezes, não é bom ler o livro pela capa, como se diz por cá. É preciso conhecer mais e melhor às pessoas e depois falar sobre elas. Aliás,  agora entendo de forma diferente e graças a esta paciência.



Visitar todas as direcções e comandos do Bié num único dia, andar distâncias    consideráveis, apeado, com poeira, capim e mais outros riscos de saúde, nos escombros onde serão construídos comandos e unidades do MININT não é para qualquer ministro.



Em vários grupos da rede social, Whatsaap, por exemplo, os vídeos do ministério na província do Bié está a ser alvo de vários comentários, quase que no mesmo sentido, olhando, precisamente, para o gesto e a simplicidade do General, numa realidade em que, verdade seja dita, a abertura dos governantes, a este respeito, é pouco comum.




Eu Marcos Kupessala dou o meu voto ao ministro porque não estou habituado a ver pessoas grandes transformadas em pequenas por causa do trabalho.



Recorde-se que, recentemente, Eugénio Laborinho terá protagonizado acto do género, aquando da sua estadia na Huíla, no encontro entre os Governos da Namíbia e Angola, onde foi visto a fazer compras de laranjas, no mercado da Humpata, cercanias do Lubango.




Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

2 Comentários