Queda de Tavares: Jú Martins substitui o general



Após o regresso de “Jú” Martins foram notados os seguintes sinais quanto ao enfraquecimento (político) das ações do general José Tavares nos seguintes pontos a saber:


 - Kawiki Sampaio da Costa, o responsável da rede de José Tavares junto de militantes que conspiram contra a liderança da UNITA deixou de viver numa unidade hoteleira a custa do general do regime, na província do Bengo. Sem verbas, Kawiki mudou-se para uma localidade perto da Urbanização Marconi, nu município do Cazenga.




Fisioterapia ao domicílio com a doctora Odeth Muenho, liga agora e faça o seu agendamento, 923593879 ou 923328762

- Um dos “adjuntos” de Kawiki da Costa, contactou a direção da UNITA, requisitando um encontro ao alto nível para transmitir condições de tréguas, aos trabalhos de conspiração contra o maior partido da oposição.


- A TV Zimbo suspendeu um dos seus programas de analise dominical, que se estava a especializar em “triturar” problemas do maior partido da oposição, a UNITA. De acordo com informações, há muito que a Zimbo planeava alterar o programo sendo que recuava por “desaconselhamento” do general Tavares.


- Carlos Alberto passou a escrever textos de sensibilização sobre a missão do SINSE, precipitando leituras de “desejo” de uma eventual promoção interna decorrente do “esvaziamento” da estrutura de José Tavares, o general que o terá “ajudado” depois de ter sido expulso da ERCA, por fazer parte da segurança de estado.


- Extinção do Gabinete de Acção Psicológica e Informação da Casa de Segurança do Presidente da República, cujo director Ernesto Manuel Norberto Garcia havia se constituído num dos principais “assessores informais” de José Tavares. 



Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários