Ibrahimovic diz que foi vítima dos rituais da mãe de Lukaku: «Pedi que rezassem por mim»



Avançado sueco lembrou numa entrevista o confronto que teve com o belga na Taça de Itália.


Zlatan Ibrahimovic recordou o espisódio ocorrido com Romelu Lukaku em janeiro deste ano, na Taça de Itália. Numa altura em que o avançado belga do Chelsea ainda jogava no Inter, os dois envolveram-se numa discussão e tiveram de ser separados pelos companheiros de equipa. Ambos foram considerados culpados por comportamento antidesportivo.


"No dérbi da Taça de Itália ele primeiro discutiu com o [Alessio] Romagnoli, depois com o [Alexis] Saelemaekers", recordou o avançado sueco do Milan, numa entrevista ao jornal 'Corriere dello Sport'. "Tentei defender os meus companheiros, mas ele atacou-me a um nível pessoal. Fiquei chocado. Fomos companheiros de equipa no Manchester United." 



Fisioterapia ao domicílio é na MZ Fisio. Contactos para marcação: 924170321, 998024880

E prosseguiu: "O Lukaku tem um grande ego, pensa que é um campeão e é de facto forte. Mas eu cresci no gueto de Malmo e quando alguém me enfrenta assim, coloco-o no seu lugar."


E como fez Zlatan para contra-atacar? "Atingi um ponto fraco: os rituais da mãe. E ele perdeu o controlo. No entanto ainda tenho uma dúvida terrível... nós perdemos o dérbi. Eu vi um cartão vermelho. Depois lesionei-me, muitas coisas más aconteceram. Já viram o que os rituais dos Lukaku me fizeram?"


"Pedi aos meus amigos crentes que rezassem por mim. Tenho de ajustar contas com ele, espero que nos encontremos em breve. Na rua? Não, estas coisas resolvem-se no campo. Não odeio ninguém, muito menos o Lukaku", assegurou Ibrahimovic.


Inspirado por Maradona


Ibrahimovic - que amanhã lança a sua biografia -, contou também que quando deixou os LA Galaxy teve tudo acertado para assinar pelo Nápoles. "Maradona é uma lenda. Eu vi um documentário sobre ele e decidi ir para o Nápoles, para fazer como o Diego, ganhar o scudetto. Estava farto da América, pensei em desistir. Mas o [Mino] Raiola [o empresário] disse-me: 'Estás louco? Tens de voltar a Itália!'"


"Cheguei a acordo com o Nápoles, mas depois o De Laurentiis [o presidente] correu com o Ancelotti. Então perguntei ao Mino 'que clube está a passar por um mau bocado?' Ele respondeu 'o Milan perdeu ontem por 5-0 em Bergamo'. Então decidi e disse: 'Vamos para o Milan. É um clube que conheço e uma cidade que gosto'", recordou o sueco.



Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários