DESONESTIDADE DO GENERAL HIGINO CARNEIRO! - DITO DALI


Ao ler algumas páginas do livro da autoria do senhor Higino Carneiro, intitulado de "Soldado da Pátria", o mesmo revela que foi estudante na escola Comercial do Calulo em 1974 e aos 18 anos já era professor! Esta revelação levou-me a contactar algumas pessoas que nasceram na província do Kwanza Sul sobretudo os que são naturais do município de Calulo que ajudaram a esclarecer e desmentir o suposto "Soldado da Pátria".

 

Segundo as testemunhas que aceitaram falar no anonimato, disseram-me que  não havia nenhuma Escola Comercial no Calulo em 1974. 

O Ensino era até ao equivalente à actual 6°a classe.



Fisioterapia ao domicílio é na MZ Fisio. Contactos para marcação: 924170321, 998024880

"No tempo colonial tínhamos a escola primária até à 4°a classe e depois a escola preparatória com 2 anos lectivos". Não é verdade o que o autor do livro conta nas suas memórias, o que pretende fazer é manipular à opinião pública nacional com o fito único de branquear à sua imagem maculada de corrupção e falsificação da história", disse.


Se não vejamos, o Lar do Patriota é uma cooperativa que roubou e provocou a morte de muitos angolanos inocentes que ficaram sem as suas economias e sem casas;

houve angolanos que venderam os seus apartamentos na cidade de Luanda para pagarem as casas no lar do Patriota e ficaram sem nada. É isso que o General Higino Carneiro não conta no seu livro, explicar as maldades por si praticadas contra o povo é ser um Soldado da Pátria, omitir de contar essas informações é desonesto.

 

Os angolanos só foram roubados descaradamente por si e pelos seus colegas, porque vocês sequestraram o país, e 

Se houvesse justiça independente em Angola isso nunca teria acontecido. 


Quanto aos condomínios privados em Talatona quem pagou a factura é o povo sofrido de Angola. O senhor também não contou esse crime no seu livro. O Sr. General não tem Moral nem Ética para estar na Assembleia Nacional. Não foi por falta de estudos superiores que o Sr pilhou o Estado angolano conforme narra no seu livro de mentiras.


Não foi por falta de estudos superior que o Sr. nunca teve empatia com os angolanos que o Sr. ajudou a empobrecer, mas sim falta de ética e educação. Uma brasileira que fez a sua tese de doutoramento com base na apropriação indébita, alegadamente após uma pesquisa no projeto Nova Vida, ela descobriu que o Sr. é proprietário de 34 imóveis desse projecto feito com dinheiro público. Estes dados o senhor General também não contou no seu livro, o porquê, não sabemos, sendo um soldado da pátria deverias também trazer essas informações no seu livro para que os cidadãos saibam qual foi o seu papel no "banquete".


Aliás, o Sr. navegava no Mussulo num iate que é um dos maiores na ilha do Mussulo, um meio conseguido as custas do sofrimento do povo que nunca teve nada para comer e sustentar seus filhos. Soldado da Pátria não rouba, serve o seu povo com dignidade e honras militares que jurou respeitar um dia.


No condomínio onde o Sr. mora a sua casa é a maior do espaço com a configuração das suas iniciais.  


O Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional após uma análise às contas da Sonangol, constatou que desapareceram dos cofres públicos mais de 32 mil milhões de dólares norte americano sem qualquer justificação, e o Sr. no seu livro diz que Angola não tinha dinheiro para alavancar a economia? E os 600 biliões de dólares que os dirigentes do MPLA roubaram não chegariam para se alavancar a economia angolana? 


O soldado da pátria diz que tem direito ao seu bom nome etc etc.  Num país onde a pilhagem dos nossos recursos causam milhares de mortos e emigrantes, será que essas vossas vítimas também não têm o direito à vida e ao bom nome? São os Calígulas do nosso tempo, demasiado tempo.


Soldado da Pátria não rouba, não mente, serve o povo e é uma reserva moral da pátria!



Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários