Chefe de Brigada do SIC na Samba acusado de proteger traficantes de drogas



Um agente do Serviço de Investigação Criminal, Rui Tito que responde pela brigada do Distrito Urbano da Samba, é acusado de proteger traficantes de drogas, em troca de remuneração mensal de 500 mil kwanzas. 



Rui Tito tem menosprezado actuar em redes de drogas, sempre que os seus operativos lhe confrontam com informações relacionadas com bocas de drogas, chamando-os de mentirosos. 



Fisioterapia ao domicílio é na MZ Fisio. Contactos para marcação: 924170321, 998024880

Uma fonte ligada à brigada do SIC na samba revelou que Rui Tito protege várias bocas de drogas naquele Distrito Urbano, que lhe garantem propinas todos os meses, apontando a boca do tio Zé, na ex-congeral; povoado; loquitó e savana. 


Rui Tito é apontado igualmente de proteger os traficantes de drogas que actuam no zamba II, junto à paragem de táxi e a boca da praia Amélia. 


Os efectivos daquela brigada temem pelas suas vidas, uma vez que o responsável é o é fomentador da fuga de informações quando o assunto é droga. 


Os efectivos clamam urgente pelo afastamento de Rui Tito, para permitirem o combate da droga.  


Segundo á fonte há o envolvimento de outros efectivos do SIC central nesta prática. 


Uma fonte policial, vinculada a uma das esquadras do Distrito Urbano da Samba, reconhece a gravidade do problema e confirma que a cocaína é a droga mais consumida na Samba, onde entra em pequenas quantidades, uma táctica que visa enganar a vigilância da Polícia, que não consegue ter um controlo eficiente de todo o espaço geográfico da Samba por limitações de meios técnicos e humanos.

A fonte não confirma se o comércio de drogas é resultante da existência de uma estrutura organizada e protegida por elementos do SIC e da PN possibilidade que não descarta e que está dentro da linha de investigação das autoridades locais.


Existem na Samba traficantes, que residem na zona, alguns dos quais monitorizados, há já algum tempo, por forte suspeita de envolvimento no comércio de drogas com as autoridades policiais. 


Uma outra fonte do Serviço de Investigação Criminal (SIC) revela que os indivíduos que mais se envolvem com droga, no Distrito Urbano da Samba, são da faixa etária dos 15 aos 27 anos, de ambos os sexos, sendo a libanga e a cocaina na lista de preferências.



Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários