ALTERNÂNCIA POLÍTICA- HITLER SAMUSSUKU



Ontem estive na sede do Bloco Democrático com o secretário geral Mwata Sebastião e o Laurindo em representação do MEA para juntos falarmos sobre a Alternância Política à convite do secretário da juventude bloquista. Inicialmente procurei desfazer o termo “Alternância política” separando alternância significa sucessão recíproca de coisas no espaço e no tempo ou então acção de alternar, de acontecer regularmente ora uma coisa, ora outra; disposição alternada; alternação: a alternância das estações. Repetição de dois motivos diferentes sempre na mesma ordem.Palavras relacionadas a alternância: alternativa, mudança e substituição.  A alternância política é um princípio da democracia baseado na rotatividade dos actores políticos , resulta do desgaste, da longevidade e também das falhas nas políticas públicas. Em Angola, a alternância política começou com o fim das autoridades portuguesas em 1975 e a entrada do MPLA no Poder. Depois de 16 anos de luta pelo multipartidarismo, almejava-se alternância política em 1992 com a realização das primeiras eleições multipartidárias, mas o advento dos conflitos armados adiaram o sonho angolano. Em 2011, um grupo de jovens levantou-se contra a longevidade de José Eduardo dos Santos sob o lema “32 é muito” até que em 2017 o próprio MPLA decidiu apresentar outro candidato. Em 2020, iniciou uma onda de protestos na qual o MPLA aparece como o alvo , ou seja, os lemas das manifestações passará para MPLA Fora!, MPLA caiu!!! , em 2022 vão gostar!!! 


Fisioterapia ao domicílio é na MZ Fisio. Contactos para marcação: 924170321, 998024880

São anseios populares que colocam a alternância política na agenda dos angolanos desgastados com os longos anos de domínio do MPLA. O surgimento da Frente Patriótica em 2021 unindo a UNITA, o Bloco Democrático e o PRAJA-SA tornou-se numa ameaça real ao Poder que tudo faz para a sua manutenção. A Frente Patriótica altera a forma como a oposição era vista a nível internacional ( uma oposição clientelar e desorganizada). Tendo notado a força da Frente patriótica , o MPLA perdeu-se no tempo e no espaço e vai lutando para a sua sobrevivência pondo em causa o Estado democrático e de direito. A Alternância política é necessária para reformar o Estado, garantir um quadro de separação dos poderes entre o Legislativo, judicial e executivo, bem como na institucionalização das Autarquias locais. A alternância política em Angola é uma questão imperativa e é irreversível.



Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários