1° SECRETÁRIO DO MPLA NO ZAIRE "ELIMINA" POLITICAMENTE DEPUTADO



 O Governador e Primeiro Secretário do MPLA na Província do Zaire, Pedro Armando Makita Júlia, é apontado como o principal carrasco da não recondução à  membro do Comité Central do MPLA do Deputado Paulino Nzuzi Mpoluantino, afecto ao Grupo Parlamentar do partido dos camaradas, eleito pelo círculo provincial do Zaire em 2017.

Paulino Nzuzi Mpoluantino, foi 1° Secretário do partido na Província, no consulado do ex Governador, Eng° Joanes André,  e do ex 1° Secretário Nacional da JMPLA, o malogrado Sérgio Luther Rescova Joaquim. 




Fisioterapia ao domicílio é na MZ Fisio. Contactos para marcação: 924170321, 998024880

Até ao presente momento, não se conhecem as razões, que esteveram na base da "defenestração" à vista, do ainda membro do Comité Central pelo círculo Provincial do Zaire. 

Informações postas a circular por militantes ligados ao Comité Provincial daquela parcela agrícola e rica em petróleo, dão conta que o actual "Premier" da província, Pedro Makita, terá afastado o também jurista devido a sua baixa popularidade localmente e a ainda alta popularidade do jovem Deputado de 39 anos, cuja capacidade de mobilização e  comunicação fluente na língua Kikongo e reconhecida, tanto que ao tempo, que Joanes André era governador, mandatava-o frequentemente, para em sua representação, comunicar-se com os mais velhos e jovens das zonas tidas como cinzentas, onde   os dirigentes do MPLA na Província tinham dificuldades de penetrar, sobretudo em vésperas de eleições.


Antes do actual Governador ter assumido o cargo, enquanto era Segundo Secretário provincial do partido dos camaradas, Makita aparentemente nutria uma grande amizade pelo ex líder da JMPLA local, que hoje se  diz, visava apenas ter um aliado no combate ao Joanes André.

Makita é, também, visto como um político bastante fraco, sem capacidade de mobilização e com altos níveis de rejeição, razões pelas quais, a par de Luanda, o Zaire é a província, que mais regista a ocorrência de manifestações contestatárias à governação e má gestão da coisa  pública.


Actualmente existem, naquelas paragens, um certo cepticismo, quanto aos resultados eleitorais em 2022, dado o afastamento do  mobilizador  mor  de massas.

De recordar que nas eleições de 2017, a Província do Zaire, elegeu 2 Deputados para a Oposição, sendo um (1) da CASA-CE, o Deputado Makuta Nkondo, outro para a UNITA, o também  jovem, João Garcia Quitas.


 Ngola Nguimbi



Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários