TRANSFORMAR OS ADVERSÁRIOS EM ELEMENTOS DE INSTABILIDADE- JOSÉ GAMA



As recentes  acusações do chefe da Casa de Segurança , general Francisco Furtado acusando a oposição de pretender instaurar um clima de  insegurança e terror no seio das populações” corresponde a uma cultura constante do governo em véspera de eleições no país.



Sempre que Angola esta  a beira das eleições, o MPLA recorre a linguagem de instabilidade acusando os outros os seus adversários de pretenderem  fazer a guerra. De seguida  o próprio MPLA apresenta-se como solução desta instabilidade fictícia  pedindo as pessoas que votem na estabilidade. O MPLA cria problemas e depois apresenta se como a solução deste problema de ficção que ele próprio cria.  



Fisioterapia ao domicílio é na MZ Fisio. Contactos para marcação: 924170321, 998024880

Aconteceu nas véspera das eleições de 2012, com o porta voz do MPLA, Rui Falcão insinuando que havia um navio americano  no porto do Lobito com armas fazendo transparecer que seriam  armas  para a UNITA retomas  a guerra.  Fez-se a mesma coisa antes das eleições de 2017, ao insinuar que a oposição e forças estrangeiras teriam manipulado  15 jovens para derrubar o poder a soldo da oposição. 


Para eleições de 2022, temos agora  o Chefe da Casa de Segurança do PR, general Furtado a recorrer a mesma logica. O  que  mais chama a atenção é vermos pela primeira vez um general em funções a insinuar  instabilidade  num acto comemorativo das forças armas angolanas. 


É uma contradição desnecessária  porque temos o PR a investir   na  diplomacia econômica, fazendo digressão  pela  Turquia, EUA, Espanha  apelando  pelo investimento estrangeiro, e por   detrás temos  um dos seus  generais  a fazer politica minando os investidores com fabricando instabilidade. 


Angola é um dos países mais estáveis da nossa região austral. Não há risco de guerra nenhum.  Foi a própria RNA que no passado   dia 22 de setembro  citou uma representante da ONU a mencionar  Angola como um exemplo de conquista e estabilidade democrática e paz, portanto  deve-se recomendar aos  generais a não fazerem discursos políticos em quarteis.  O general deve pregar mensagem de paz, amor, e nunca  discursos  intranquilidade junto a população.



Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários