Marcy Lopes: De gentleman à promotor de "mentiras"- Luís de Castro


A visita de trabalho do Ministro da Administração do Território em Portugal tem como pano de fundo aferir as condições técnicas e logísticas para a efectivação do Registo Eleitoral Presencial dos angolanos residentes naquele país da península ibérica. 


No primeiro encontro com a comunidade angolana, Marcy Lopes apelou os seus compatriotas residentes em Terras de Camões para não mostrarem o "lado mau" do País para não afastar investidores. 


Depois de ouvir o titular do MAT a "ensinar" os angolanos residentes em Portugal a mentir, começou a colocar em causa a sua ascenção meteórica no Executivo angolano, e nos remete a seguinte questão: será lpatriotismo exacerbado ou falta de decoro do Ministro? 



Fisioterapia ao domicílio é na MZ Fisio. Contactos para marcação: 924170321, 998024880

Analisando o facto, o jovem governante parece estar andar em contramão com os discursos do PR João Lourenço, sobre a necessidade de se adoptar uma governação transparente e de proximidade. 


Apesar da sua experiência na Administração Pública, ML esqueceu-se que o mundo é uma aldeia global e que os potenciais investidores estrangeiros têm representação diplomática em Angola. Assim sendo, Senhor Ministro defender piamente que "o que é mau guardamos para nós", é o mesmo que tapar o sol com peneira ou comer ginguba debaixo da água e achar que a casca jamais virá à superfície. 


Não é possível atrair investimento estrangeiro com mentiras e omissões. O Ministro do MAT e o seu partido MPLA têm de mudar de "chip" para perceber que qualquer investidor não injecta o seu capital, num País onde se assiste permanentemente atropelos  as liberdades de expressão e de imprensa, onde a corrupção e impunidade deambulam em plena luz do dia, 


A melhoria do ambiente de negócio no País passa necessariamente pela mudança de paradigma do partido que governa Angola há 46 anos. Ou seja, o MPLA deve melhorar a sua acção governativa, adoptando por uma governação participativa, transparente e com lisura, de modo a consolidar o Estado Democrático e de Direito. Trocando em miúdos: é imperioso respeitar a separação de poderes. 


Depois de ter assinado o artigo "Ministro do MATRE 'deu aula' de governação de proximidade no Huambo", em que foi evidenciado o pragmatismo nas suas respostas e verticalidade intelectual demonstrada diante do público-alvo, até parece que tudo não passou de "elogio fúnebre". 


Caso para dizer, Marcy Lopes: De gentleman à promotor de mentiras descaradas.



Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários