Luther Rescova: A Homenagem póstuma ao "adversário de ocasião" que rebatia com urbanidade a sua ideologia-Luís de Castro



Diz o velho adágio popular: "as promessas são para serem cumpridas". Volvidos oito meses após o lançamento da primeira pedra para construção do "Auditório Luther Rescova", no município da Catumbela, visitamos o local para honrar com a nossa palavra. 



Tão logo me apercebi do tributo a título póstumo ao político Sérgio Luther Rescova Joaquim acenei ao Administrador da Catumbela, Fernando Belo, o meu envolvimento na mobilização de pessoas de boa fé e com disponibilidade de recursos para tornar o projecto numa realidade. 




Fisioterapia ao domicílio é na MZ Fisio. Contactos para marcação: 924170321, 998024880

O Auditório Luther Rescova está a ser erguido na marginal da Catumbela, com capacidade prevista para acolher 800 pessoas. Ou seja, o espaço cultural será serpenteado pelo rio que dá nome ao município mais novo da província de Benguela, que completou 10 anos desde que foi elevado à categoria de município, no passado dia cinco de Outubro. 


No local é visível que existe vontade para homenagear o jovem político que inspirou e mobilizou uma nata de jovens dentro e fora do braço juvenil do MPLA e eternizar os seus feitos. O projecto arquitetônico contempla sala de reuniões, biblioteca, entre outras valências, que estará ao dispor da juventude catumbelense. 


A execução da obra está na ordem de 80%. A conclusão da obra está prevista para Março do próximo ano. Podemos apurar no terreno que, até ao momento, a empreitada foi custeada sem fundos públicos, ou seja, várias entidades colectivas e singulares não mediram esforços para imortalizar a vida e obra de Rescova. 


Para a prosperidade ficou a fotografia de praxe com um dos mentores da iniciativa, por sinal, Administrador da Catumbela, que continua de braços abertos para receber apoios de todas as forças vivas da sociedade que se reconhecem o contributo político, social e académico de LR. 


Rescova foi um jovem que inspirou muitos jovens angolanos, sobretudo da sua agremiação política. Enquanto activista social, devo reconhecer que LR foi um "adversário de ocasião" que rebatia com urbanidade os seus argumentos ideológicos. 


Apesar das nossas diferenças ideológicas, um ano depois do seu passamento físico, ainda paira no nosso seio o sentimento de consternação, na certeza de darmos o nosso contributo para perpetuar a memória daquele que foi o governador mais novo da província de Luanda.



Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários