J'LO tem pela Frente Missão impossível: Seduzir a Sociedade para ganhar as Eleições- Luís de Castro




Já lá vão 46 anos desde que Angola continua a ser governada pelo mesmo partido. Quatro décadas e meia depois, o MPLA afigura-se como uma máquina política obesa, obsoleta, com modus operandi bastante antiquado. 



A matriz política e os ideais concebidos por Viriato da Cruz, Gentil Viana, pelos Pinto de Andrade (Mário e Joaquim) ou ainda por Agostinho Neto, desapareceram por completo e foram enterrados com os seus mentores. Ns últimas décadas, a incompetência e a impunidade tornaram-se uma marca no seio dos Camaradas. 


O MPLA caiu na real e percebeu que, "o MPLA já não é o Povo e o Povo não é o MPLA" 



Fisioterapia ao domicílio é na MZ Fisio. Contactos para marcação: 924170321, 998024880

O Congresso de Dezembro poderá ser o momento de reconciliação ou de fratura da espinha dorsal do MPLA. O núcleo duro do partido dos Camaradas tem as mãos manchadas de gestão danosa, ou seja, os gurus do MPLA são tratados carinhosamente por Marimbondos. 


Há dois meses da realização do VIII Congresso Ordinário do MPLA, às águas estão agitadas e já se aventa múltiplas candidaturas. De acordo com vários portais de notícias, Irene Neto, Álvaro Boavida Neto, Pitra Neto e Higino Carneiro são tidos como potenciais candidatos para ombrear com João Lourenço à Presidência do partido. 


A filha do primeiro presidente angolano é Esposa do "angolano de ocasião", Carlos São Vicente, detido no ano passado, no caso conhecido por "900 milhões de dólares". Quando percebeu que estava nas malhas da justiça, São Vicente renunciou a nacionalidade angolana em detrimento da portuguesa, tendo solicitado "asilo político". 


Ao que se sabe, Irene Neto (IN) tem dupla nacionalidade e as duas originárias. Caso tais rumores tenham pernas para andar, IN deverá livrara-se o mais rápido possível da nacionalidade de Luís de Camões. 


Quanto aos outros rostos são pessoas com processos em tramitação nos Tribunais, e a qualquer momento a sirene da PGR poderá tocar para serem encaminhados para o banco dos réus. Sabe-se porém que, esse ninho é "obra de laboratório" forjado pelo Ex-presidente da República, José Eduardo dos Santos, que ainda tem uma influência muito grande no seio dos Marimbondos e Caranguejos. 


Com a declarada crise interna, a sobrevivência do MPLA e do seu Líder está quase por um fio, um braço-de-ferro que mais se assemelha ao "dilema da manta curta": se tapar os pés, destapa a cabeça, e o inverso acontece. Ou seja, caso J'LO aperte o acelerador do combate à corrupção, sem tréguas, poderá representar o relançamento da sua popularidade. Entretanto, o contrário significa que os seus correligionários que se enriqueceram ilicitamente e teimam em não devolver o que roubaram aos angolanos vão continuar a asfixiar o moribundo partido no Poder, agudizando a rota de colisão entre o Presidente do MPLA e as alas existentes. 


Com o fogo cruzado declarado entre os Camaradas, o Xadrezista (J'LO) tem pela frente uma missão impossível: seduzir a Sociedade  para ganhar as eleições no próximo ano. Contudo, o tempo e os desaires cometidos nos últimos quatro anos jogam a seu desfavor. 


Enquanto as comadres estão de costas viradas, o eleitorado do MPLA está em debandada e vai piscando o olho à Oposição, rumo a alternância.



Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários