Falta de papel e tinteiros atrasam processos na justiça, diz provedor de justiça


A demora na entrega de processos, resolução de conflitos laborais e de terras está no topo das denúncias que chegam à Provedoria de Justiça do Kilamba Kiaxi, em Luanda.


Segundo o provedor de Justiça adjunto, Aguinaldo Cristóvão, de entre as várias preocupações e dificuldades que contribuem para o atraso do tratamento dos processos está a falta de iluminação, de papel e de tinteiro.




Fisioterapia ao domicílio é na MZ Fisio. Contactos para marcação: 924170321, 998024880

A situação levou, na passada semana, o causídico a instar aquele órgão a uma “maior celeridade” na resolução dos processos de cidadãos que solicitam os vários serviços.



O jurista fez o apelo no final de uma visita para se inteirar do atendimento ao público no Palácio da Justiça, no Centro Psico-social da Sapu e no Hospital Geral de Luanda, onde foi informado sobre as dificuldades e [necessidades de] melhorias daquelas instituições.


O provedor de Justiça adjunto destacou a importância de os cidadãos serem, permanentemente, informados sobre os seus direitos, para a redução dos níveis de insatisfação que, por vezes, se registam nestes locais. 


Aguinaldo Cristóvão recordou que os membros das famílias precisam de ser protegidos da violência doméstica, perseguições e maus-tratos. Para o efeito, sublinhou, a Provedoria de Justiça tem canais que podem ser accionados, quer por telefone, quer por correio electrónico

A visita insere-se no âmbito do engajamento dos órgãos e serviços da Administração Pública Central e Local do Estado, com o provedor de Justiça, bem como do reforço do mecanismo do dever de cooperação, com vista a avaliar as condições dos serviços públicos prestados à população, para a salvaguarda dos direitos, liberdades e garantias dos cidadãos.


Valor Econômico 



Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários