ÚLTIMA HORA -Youtuber pega 15 anos de prisão por críticas ao presidente de Ruanda



Um tribunal de Ruanda condenou nesta quinta-feira (30) uma youtuber famosa e sobrevivente do genocídio a 15 anos de prisão por “incitação à violência”, após ela criticar o presidente Paul Kagame em seu canal na plataforma digital.


Yvonne Idamange, de 42 anos e mãe de quatro filhos, que não compareceu ao julgamento, foi declarada culpada de seis acusações, condenada a 15 anos de prisão e ao pagamento de uma multa equivalente a 2.000 dólares. A condenação, no entanto, foi inferior ao pedido da acusação, que queria 30 anos e o pagamento de 6.000 dólares.



Fisioterapia ao domicílio é na MZ Fisio. Contactos para marcação: 924170321, 998024880

Idamange, que sobreviveu ao genocídio de 1994, foi detida em fevereiro por “mostrar um comportamento que mistura política, criminalidade e loucura”, disse a polícia no momento da prisão.


O Tribunal Superior de Kigali a considerou culpada de incitação à violência e ao levante público, difamação de objetos relacionados com o genocídio, difusão de rumores e agressão com uso de violência, entre outros crimes.


As acusações tiveram como base os comentários feitos por ela em seu popular canal no YouTube, “Idamange”, nos quais acusou Kagame e seu governo de promover uma ditadura no país e de explorar a questão do genocídio sem oferecer ajuda suficiente aos sobreviventes.


O canal de Yvonne no YouTube conta com 18.900 assinantes e uma média de 100.000 visualizações por vídeo.



Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários