Rosa Pacavira é mais uma golpista a ser julgada



Quando é que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se vai pronunciar acerca das acusações contra a ex-ministra do Comércio, Rosa Pacavira de Matos, que delapidou, com o marido, Abilio Gaspar, o Ministério do Comércio (Minco)? Os angolanos já estão cansados de questionar a razão que faz com que Rosa Pacavira continue serenamente a beneficiar de tudo quanto roubou ao Estado. Será porque sempre foi a protegida do ex – Procurador João Maria de Sousa?


Segundo consta, quando foi nomeada por José Eduardo dos Santos para ministra do Comércio, menos de dois anos Rosa Pcavira fez uma casa de luxo ao pé do Comité Provincial do MPLA, comprou uma casa onde vive no Paraíso Real, apartamentos nas Torres Dipanda, Palácio no Nova Vida, Casa Royal Park, Casas Camama, apartamentos de luxo na Ilha de Luanda, quintas em Bom Jesus e Km 30 (construções feitas pelas empresas CLOD, um consórcio luso-espanhol), carros de luxo topo de gama, mais caros para todos filhos e sobrinhos, alguns dados pelo indiano que ficou com os armazéns todos do CLOD e outro angolano, para além de apartamentos em Lisboa e contas nas Mauricias, India e Istambul.



Fisioterapia ao domicílio é na MZ Fisio. Contactos para marcação: 924170321, 998024880

Através da empresa Concentra, pagou avultadas comissões e mobiliou as casas dela, filhos, familiares e afilhados, tudo pago pelo Ministério do Comércio (Minco) que dirigia.

Delapidou o Papagro, Kuia (cartões eram entregues a familiares e amigos), e ao consórcio CLOD, pagou milhões em comissões para construir todas as lojas, de que se apoderou e distribuiu a familiares e amigos.

No bairro da Coreia, transformou a casa da sogra numa loja “Paparoca”, reconstruiu a casa toda e fez um prédio, tudo pago pelo Minco.

O entreposto foi saqueado por Jofre Van-dúnem, seu primo; o seu irmão no CLOD roubou até não poder mais; encheu o Minco com a familia e noras. Ao seu “testa de ferro” e do primo Jofre Van-dúnen, Porfírio, deu uma casa avaliada em 3 milhões de dólares. O indivíduo só usa Luis Vuiton e Gucci Armani como ela. A secretária dela sabe tudo e é sua cúmplice.

Porfirio trabalha com ela desde que era secretária dos Assuntos Sociais e ajudou-a a roubar na presidência e no Ministério. O ministro Jofre Van-dúnen, primo dela, foi buscar Profirio para continuar a ladroagem no Ministério.

José Esuardo dos Santos, quando descobriu a verdade correu com ela e o processo foi para a PGR, mas o então procurador, João Maria de Sousa, abafou o processo porque são primos. Miluxa Abrantes deixou a Apiex toda mobilada e nova, deixou milhões nos cofres da Apiex e Rosa Pacavira delapidou tudo em 15 dias.

Chamou a decoradora da Concentra e mudou tudo, até quadros, loiças desapareceram e gastou uma fortuna a mobilar a Apiex. Henriques da Silva e Belarmino Van-dúnem nunca mais souberam para onde foram tais mobilias.

Era protegida de Avelino dos Santos, mas JES ficou bravo com ela, nunca mais lhe dirigiu a palavra e retirou-a de todos os cargos.

Depois da retirada de JES, tentou bajular João Lourenço e a Primeira Dama, Ana Dias Lourenço, mas estes, por saberem quem ela é, mandaram-na bugiar.

Não é benquista entre antigos colegas porque tratava mal a todos, menos a quem lhe interessava. Nos países que visitou, exigia aos Embaixadores jantares em sua honra. Prepotente, sem educação, muito grosseira com todos funcionários, subiu muito, mas caíu rápido, porém roubou quanto baste e ajudou a atirar o país para o abismo da desgraça.

A PGR tem que pegar no seu processo rapidamente, antes que o “gato” escape, como já tem acontecido com muitos outros larápios!




Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários