AO AUTO-INTITULADO ACADÉMICO: ACADEMIA NÃO É ACADÉMICO



Aquele um senhor que lhe chamam Celso Malavoloneke, mábusou e me feriu o sentimento. O próprio senhor falou que só eu, Princesinha Kissama, teclo “sarrabulho.” Disse também que só eu  “devia ter vergonha de mostrar [os meus teclamentos] a um académico [como ele]. 



COMO SE DEFINE UM ACADÉMICO?



Resposta simples e curta: 


Um académico é uma pessoa que possui um grau avançado, precisamente um PhD, e frequentemente trabalha como professor em uma universidade ou instituição académica. 



Às vezes, muitas vezes, de forma equivocada, os professores são chamados de académicos. Só Que Não. Tanto os professores quanto os bibliotecários devem ser simplesmente considerados parte do corpo docente. 




Fisioterapia ao domicílio é na MZ Fisio. Contactos para marcação: 924170321, 998024880

Resposta elaborada:


Um académico é um empregado docente no ensino de alto nível em uma instituição de ensino superior AKA universidade e tem concluído o mais alto nível académico.


O termo “académico” não se aplica a pessoas que só possuem o bacharelado, licenciatura ou mestrado. Nem mesmo se aplica para estudantes de doutoramento, embora coloquialmente regularmente estudantes de dourado sejam apelidados de “académicos.” Estudantes de doutoramento estão mais no espectro de estudiosos (intelectual académico, ou em inglês “scholars.” 



Também não aqui vamos confundir o conceito “INTELECTUAL.” Todos intelectuais não são académicos e nem todos académicos são intelectuais. Claramente para se tornar tanto um académico como intelectual igualmente demora-se xexetos anos. Mas a maior das diferenças um académico e um intelectual é que o conhecimento do académico rigorosamente provém de estudos metodicamente (Método Científico) enquanto o conhecimento de um intelectual nem por isso. Qualquer pessoa com formação superior e que leia muito, e uma variedade de tópicos, pode se tornar intelectual em qualquer área, tema ou disciplina que pretenda!



De volta ao nosso assunto académico!



Universalmente, uma vez que a maioria dos académicos lecionam em universidades, na maioria das instituições credíveis, o uso do termo académico mais adequadamente aplica-se só às pessoas que têm doutorado. Logo para se tornar um académico, é o requisito é um DOUTORADO aka PhD.



A maioria das pessoas até gostamos de pensar que um académico e um estudioso (intelectual académico ou scholar) é a mesma coisa ou que são sinónimos. #SóQueNão. Um estudioso (intelectual académico ou scholar) não é necessariamente um académico.



Quais são as diferenças? 



A diferença está entre Escrita e Pesquisa.



Ambos podem lecionam. Mas os académicos além de lecionar principalmente ESCREVEM, e já os intelectuais académicos ou estudiosos (scholars) principalmente concentram-se em fazer PESQUISA (para um professor estagiário lecionar ou ensinar pode ser considerado a sua pesquisa). 



O “Académico” é sobretudo uma descrição de trabalho, e “estudioso” descreve o que este alguém faz. E para se tornar académico é necessário já ter passado a fase de Pesquisa. Principalmente os académicos concentram-se em ensinar, escrever e participar em conferências académicas!


Deixa explicar …



Um dos principais componentes de um ACADÉMICO é fazer publicações em revistas académicas (Peer Review/ Arbitragem). Teclar um Op-Ed (Opinião Editorial) no Jornal do Covid (JA) não é publicação académica  ou Peer Review! Num se mintam ya! 



PUBLICAÇÕES


O estímulo do académico é ter publicações em revistas académicas especializadas. O objectivo é ganhar maior prestígio e exposição na comunidade académica e ou entre os académicos da área dele. Escrever livros também conta, mas livros académicos. Romance num vale! 



CONFERÊNCIAS


Os académicos DEVEM participar de conferências académicas; domésticas, regionais e internacionais! Não só faz parte mas dependendo da área pode ser um requisito para ser considerado académico!



CARREIRA DOCENTE


O conjunto de publicações e participação em conferências além da exposição necessária, ajuda-lhes aos académicos, a oportunidade de completar o portfólio requerido para o mandato da uma carreira docente (Professor) e, eventualmente, promovido a Catedrático. 



PESQUISA 


Um estudioso ou intelectual académico (scholar) principalmente faz Pesquisa. Este intelectual académico (scholar ou erudito) é alguém profundamente engajado na investigação intelectual ou estudo intensivo AKA pesquisa académica.



O que é isso? A “pesquisa académica” é definida como “investigação sistemática de um problema ou situação” (Kumar `96).



O objetivo da pesquisa académica é buscar a verdade (objectividade) e novos conhecimentos que favoreçam e contribuam para o desenvolvimento social. Esse tipo pesquisa é uma das responsabilidades integrais de um scholar ou erudito em uma instituição académica. 


Os tipos de pesquisa incluem 10 principais: 


01- Pesquisa Teórica 

02- Pesquisa Aplicada

03- Pesquisa Exploratória

04- Pesquisa Descritiva

05- Pesquisa Explicativa 

06- Pesquisa Qualitativa 

07- Pesquisa Quantitativa

08- Pesquisa Experimental

09- Pesquisa de Levantamento

10- Pesquisa de Estudo de Caso. 



Portanto, o termo “pesquisa académica” cobre uma ampla variedade de estágios e tipos de carreira. Incluindo estágios profissionais de pesquisador em universidades ou hospitais , working-grupos ou grupos de reflexão, até dedicação a estudos religiosos ou escrita teológica, e também inclui pesquisadores autónomos ou independentes. Ou seja, não afiliados à alguma instituição académica ou de com estatuto específico de pesquisa 



PARA CONCLUIR 



O pesquisador académico mede-se pelas realizações de pesquisa e cujo objectivo dessas pesquisas é: dar uma contribuição relevante para o conhecimento universal.



Já um académico é aquele que além do PhD, alcançou estabilidade na carreira académica e não pode não precisar mais se preocupar em fazer pesquisas no mesmo nível de um pesquisador académico. Tipo o Ti Celito da Tugalândia, ele pode ser presidente ou lecionar, e continuar a escrever o que quiser! 



Alguns académicos trabalham em áreas científicas, mas outros outros trabalham em humanidades ou artes. 



PERGUNTAS:


1- Em Angolândia temos alguma universidade onde se está a fazer pesquisa? Qual? Quens? 


2- O senhor Celso Malavoloneke tem PhD em quê ? E de qual instituição académica?



-Princesa da Kissama (The Kingdom).



Lil  Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 



Postar um comentário

1 Comentários

  1. Quem escrevi isso tbm não é académico. Nota-se pelos erros sucessivos

    ResponderExcluir