15 SEGUNDOS: NÃO ESPERAVA ISSO DA PROVEDORIA DE JUSTIÇA



“Jovens penalizados pela Provedoria de Justiça por não terem dinheiro para comprar computadores”.



Preferia acreditar que o tempo de prova foi um erro do sistema e não, que tenha sido um caso previamente pensado pela instituição vocacionada a zelar pelos direitos, liberdades e garantias dos cidadão.


Ao ler hoje o comunicado da instituição fiquei estarrecido, horrorizado e muito preocupado.




Fisioterapia ao domicílio é na MZ Fisio. Contactos para marcação: 924170321, 998024880

Será que a DESTREZA e a CAPACIDADE DE LEITURA RÁPIDA, a que se refere o Comunicado, eram segredos dos avaliadores? Vasculhando os Termos de Referência do Concurso de Ingresso para a Provedoria de Justiça 2021, assinado pela Provedora de Justiça e publicado no dia 07 de Setembro de 2021, não se encontra nada que sugere a exigência desses requisitos. Ou seja, a Destreza e a Capacidade de Leitura Rápida não constam dos Procedimentos e Critérios de Avaliação do Concurso, não constam do Perfil dos Candidatos nem constam dos Critérios de Exclusão. Terão mudado as regras no meio do jogo?



Em momento algum, a documentação regente do concurso fez qualquer referência ao tempo de avaliação, o dispositivo mais indicado para fazer a prova, a capacidade do processador do computador e a qualidade do sinal de internet adequada para concorrer a uma vaga na Provedoria de Justiça.



Quanto ao tempo de prova, o nº 2 do Ponto II, dos Termos de Referência do Concurso de Ingresso, informa, apenas, que “a primeira etapa da avaliação será no formato virtual (online) no site da instituição …, de forma cronometrada para cada bateria da prova”. Ora, não resulta disso, que os candidatos teriam de fazer a prova em menos de 5 minutos, afinal, uma prova com duração de 10 horas também é cronometrada.



Meus senhores, essa moda do “só vão assustar já esta”, não pode se aplicar a tudo. Também já estão a exagerar. Será que é mesmo razoável que se faça uma prova para concurso público em apenas 4 minutos e 15 segundos? É razoável disponibilizar apenas 15 segundos para cada pergunta? Até o programa JOKER, parece mais sensato ao disponibilizar 30 segundos.



Vocês que estudaram respondam ainda, haverá nesse mundo de Deus outro exemplo de Prova Pública com tão pouco tempo para execução? Ou esse é mais um caso de ATIPICIDADE?



Quando a Provedoria “dos justos” optou por prova virtual já era de conhecimento público que os serviços de internet no país são de baixíssima qualidade, mesmo quando se paga por um serviço de banda larga. Todas mães já sabem.



A Provedoria ignora que a grande maioria dos jovens angolanos não tem computador e acede a internet por smartphornes? Esses jovens serão penalizados porque não têm dinheiro para comprar computadores com processadores potentes?


Senhora Provedora de Justiça, não permita injustiça.



Lil Pasta News, nós não informamos, nós somos a informação 

Postar um comentário

0 Comentários